Comunicação > Assista hoje, no intervalo do Jornal nacional, vídeo da campanha do Sindifisco-MG que denuncia privilégios fiscais em Minas

divisoria2

 

Voltar

Presidente do Sindifisco-MG também dará entrevistas para as rádios Super e Itatiaia sobre o tema

06/10/2017 - Nº 317

O vídeo do Sindifisco-MG que denuncia os privilégios fiscais em Minas será exibido nos intervalos do MG TV 1ª edição (início às 12h) e do Jornal Nacional (início às 20h35), da TV Globo, hoje (6). De forma didática, a peça explica o que são privilégios fiscais e adverte que, quando o governo abre mão de cobrar impostos de empresas, toda a população paga mais, por exemplo, pelo consumo de energia, nos combustíveis e na compra de produtos do supermercado. Isso porque o governo compensa a perda de receitas decorrente da desoneração com a elevação de tributos que incidem sobre esses e outros produtos e serviços. Na próxima segunda-feira (9), o vídeo voltará a ser veiculado nos intervalos do Globo Esporte (início às 12h47) e novamente no Jornal Nacional.

Assista aqui ao vídeo do Sindifisco-MG

O vídeo é parte de uma campanha realizada pelo Sindifisco-MG que inclui ainda a veiculação de spots em algumas das principais rádios da capital e do interior; anúncios em jornais de grande circulação, em traseiras de ônibus e em painéis eletrônicos; posts impulsionados nas redes sociais (Facebook e Instagram) e banners em portais de internet (G1, Google e Abril).

Além de denunciar a prática adotada em Minas, a campanha estimula os contribuintes a assinarem uma petição virtual na plataforma Avaaz, que pede a abertura da caixa-preta dos privilégios fiscais concedidos no Estado.

Assine a petição

Também estão previstas ações de rua que buscam estimular a curiosidade e o interesse dos moradores da capital pelo tema.

Rádios Super e Itatiaia

Ainda hoje (6), o presidente do Sindifisco-MG, Lindolfo Fernandes de Castro, abordará o assunto em dois programas de rádio: às 9h, ele é o convidado do programa "Café com Política", da Rádio Super (91,7 FM); às 16h, também participa do programa "Plantão da Cidade", ancorado pelo jornalista Carlos Viana, na Itatiaia (95,7 FM).

O Sindifisco-MG tem alertado que os privilégios fiscais custarão R$ 13,8 bilhões aos cofres mineiros em 2017, conforme previsto na Lei Orçamentária do Estado. A revisão dessas concessões poderia contribuir para que o governo de Minas retome o pagamento do funcionalismo e o repasse de recursos aos municípios do interior em dia, bem como invista em serviços públicos de qualidade.

divisoria